TIL IT HAPPENS TO YOU



Deve ser das piores coisas, senão mesmo a pior, que pode acontecer às mulheres - a violação. É algo arrepiante saber que a cada hora que passa existem mulheres e raparigas, algumas ainda na idade da inocência, que são violentamente abusadas por homens desconhecidos, conhecidos e por vezes, pelos próprios familiares. Bastam uns míseros segundos para que esses homens roubem tudo a uma mulher - a paixão de viver, a confiança no mundo, a felicidade e a própria essência. 

Sinto um aperto no coração cada vez que oiço mais um caso, mais uma mulher cuja felicidade foi roubada por um sacana que decidiu que ela não tinha voto na matéria, que ela não merecia o devido respeito e que não era mais do que um pedaço de carne sem vontade ou sentimentos. Dói tanto mas tanto só de ouvir, que me é completamente impossível por-me na pele delas e imaginar sequer a dor que elas sentem. 

É assustador e avassalador saber que pode acontecer a qualquer uma de nós. 

Por isso, todo o cuidado é pouco. Se vão sair à noite, não se afastem dos vossos amigos; não aceitem bebidas de estranhos, e por vezes mesmo de conhecidos; e mantenham sempre as bebidas debaixo de olho e tapadas com a mão porque basta um segundo para que consigam colocar alguma coisa no copo. Se virem alguém colocar alguma coisa no copo de outra rapariga, mesmo que seja a vossa pior inimiga, corram e avisem antes que seja demasiado tarde. 

Deveríamos ter todo o direito de nos divertirmos sem preocupação que algo nos aconteça a nós ou a uma amiga nossa; de usarmos saias ou calções sem medo que alguém fique com a sensação que nós merecemos aquilo; de aproveitarmos tudo o que a vida nos dá sem aquele sentimento de receio. Oh, se devíamos. Mas há muitos homens neste mundo que pensam que nós não temos tais direitos e que merecemos o que nos acontece. Homens esses que deveriam ser torturados de uma tal forma que sentissem a mesma dor que essas mulheres.

Se nos unirmos todas e cuidarmos umas das outras podemos evitar mais casos! #PowerGirls

CONVERSATION

0 Comentários:

Enviar um comentário

Back
to top